sexta-feira, 8 de maio de 2009

O preço de um resgate



Quanto vale a nossa vida e como a valorizamos?

Quando alguém adquire um imóvel, certamente o valoriza de forma adequada, pois sabe do sacrifício que fez para adquiri-lo e do alto preço que pagou. Quando somos atacados por alguma enfermidade, ou quando a enfermidade alcança um de nossos entes queridos, nós também nos empenhamos pela cura, porque sabemos e reconhecemos o alto preço que tem a vida, se é que tem preço ou dinheiro algum que se pague por ela.

Porém, a verdade sobre este valor eterno que todos possuímos, deveria nos levar a certeza de que é um bem ainda mais precioso do que aquilo que venhamos a ter nesta curta vida terrena, deveria nos levar a esforços ainda maiores do que aqueles que envidamos, para adquirir bens, poder ou dinheiro nesta vida perene. E muitas pessoas não dão a devida atenção, parecendo não se importar, que seu destino eterno está em jogo, está em perigo. Não se importam se que elas poderão ser condenadas à morte eterna, a eterna separação de Deus, ao sofrimento eterno. Isto não parece incomodar.

Como dissemos, as pessoas estão dispostas a fazer quase qualquer esforço pela sua saúde, pela vida da sua família, pela aquisição de bens e coisas materiais, mas pouco ou nenhum esforço e atenção é dado em prol de sua alma eterna. Uma coisa é certa, e a Bíblia afirma; somos todos pecadores ( Romanos 3:23), estamos todos debaixo de condenação ( Romanos 5:12; João 5:28-29), e não temos como mudar este quadro, o preço é alto demais para o homem ( hebreus 9:22). Então, como você pecador pode chegar diante de Deus? Como ser salvo e preservar da condenação a sua alma eterna?

Imagine você um milionário, que encontrando um mendigo, desse a ele todo seu dinheiro (João 3:16). Foi algo parecido que Deus fez por nós. O que Deus fez por nós, não foi sem nenhum custo (1Coríntios 6:20; 7:23; Efésios 1:7). Jesus, o Filho de Deus, foi dado em resgate por nós. Você imagina o que custou para Deus a sua salvação? O preço do seu resgate? Ver seu filho em sofrimento, angústia e morte (Romanos 8:32; Isaías 53)? Você Imagina o que custou para Jesus a sua salvação? O preço do seu resgate? Sendo Deus, Ele deixou Seus privilégios, destituiu-Se de Sua honra, de Sua reputação, viveu num mundo pecador, foi esbofeteado, cuspido, suou em agonia e, por fim, enfrentou a cruz, a dor, o sofrimento, a morte. Suportou em Seu corpo santo o peso dos nossos pecados e a ira de Seu Pai contra o pecado. Ele assumiu o nosso lugar, Se fez transgressão por nós, morreu por nós, suportou por nós a ira e o castigo pelo pecado que nos era destinado. Este foi o alto preço pelo seu resgate; o próprio sangue de jesus Cristo, a Sua própria vida.

Nós fomos comprados por bom preço da nossa vã maneira de viver, e o preço foi o sangue de Jesus ( Atos 20:28; 1 Pedro 1:18-19). E hoje Ele te oferece gratuitamente os méritos da obra que realizou para sua salvação, Ele te oferece gratuitamente a vida eterna. Não há outro meio. Este é o único e incalculável preço, aceito por Deus, para o seu resgate, e que já foi pago. Gratuitamente, você pode, pela fé, herdar a salvação, a adoção na família de Deus, ter comunhão com Ele e a herança da vida eterna. Existe bem maior ou mais precioso que este? Você está disposto a se entregar a Ele e nEle confiar para sua salvação? Você acha importante a sua alma e o destino que terá na eternidade?

Então, veja o preço que custou o seu resgate, aproprie-se dele, a agradeça desde já por tão preciosa graça do nosso Deus e salvador Jesus Cristo, que nos amou e deu a Sua vida por nós. Entregue sua vida a Ele, que é a maior proteção e a segurança contra infortúnios e prejuízos eternos que qualquer seguro ou banco humano poderia oferecer. Ele nunca falha. Ele é o próprio preço e a garantia. Aproprie-se pela fé da salvação e saiba valorizá-la como o mais precioso bem que possui.



Paula Monique Oliveira Bezerra

2 comentários:

  1. Um texto muito bem estruturado, gramaticalmente correto e coerente com as escrituras. Um texto soteriologicamente correto! Te amo amor, não sou apenas seu companheiro, sou tbm seu eterno admirador. Te amo.

    ResponderExcluir
  2. Marcus Vinicius M. Bizutti15 de maio de 2009 20:27

    Paula Monique Oliveira Bezerra

    Quando eu te conheci senti uma profunda admiração, que cresceu e virou amor. Lembro-me da noite em que eu estava na minha cozinha, apagando as luzes da casa para ir dormir, quando parei por um momento e fiz um pedido ao ESPÍRITO SANTO: "Se for da tua vontade que eu possa me casar com ela, e fazê-la feliz todos os dias da sua vida, que assim seja". Foi então que senti uma paz tremenda em meu coração. Hoje em dia meu sentimento não mudou, ainda desejo te fazer feliz pois seu sorriso é mais do que qualquer homem merece, é mais q um momento, é uma lembrança de que existe um DEUS bom. Sempre que vejo uma foto sua, tenho q parar para observar e me perder no seu olhar. Gosto do seu temperamento, do seu sotaque, das suas brincadeiras, gosto de te ouvir contar seu dia, gosto até do seu espirro e amo te escutar cantando. Amo sua dedicação na obra de JESUS CRISTO, seu carater, sua perseverança, seu coração verdadeiramente cristão, moldado por JAVÉ. Por isso e por muito mais eu te amo e não quero viver nessa terra longe de você, por tanto eu declaro aqui nesse comentário para qualquer um que quiser ler que a Paula é a destinataria do meu amor, a mulher da minha vida e objeto dos meus sonhos.

    ResponderExcluir